CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
RITINHA


A Rita, é rica
E sua riqueza, é seu riso
A Rita ri na rua, no recreio...
Ruidosamente, sem restrição
Arranhando o silêncio
Irritando o rei ranzinza
Apenas o rato, retém seu riso
Mas quando o gato, raptou o rato
A Rita riu radiante

E quanto mais a Rita ria
Mais vontade de RIR, TINHA

S. Paulo, 12/02/1996

cordeiropoeta.net


 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 17/06/2020
Comentários