CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato

O PAPEL DO POEMA
OU O POEMA NO PAPEL


Só estou aqui, na frente dos seus olhos
Causando em você
Essas sensações. Boas, ou ruins
Porque quem me escreveu
Não sabia o que, nem como escrever
Sabia apenas, que tinha que
Se livrar do excesso de palavras
Que judiavam o seu peito
Pra sua cabeça não explodir

Por isso estou aqui
Mas eu não sou o meu nome
Nem o que aqui está escrito
Sou apenas o que você está lendo
Quer dizer, sou
O que você está sentindo

S. Paulo, 08/06/2020


 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 08/06/2020
Comentários