CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato

 
CEM PALAVRAS 
 
Sem palavras
É assim que se sente o poeta
Ele, que precisa de cem palavras 
Apenas cem palavras! 
Pra confessar sua paixão pela poesia
 
Mas a poesia é ingrata 
Com quem escreve e com quem lê
Mais com quem lê
Porque eu, estou escrevendo 
Sem poesia, sem preocupação literária
Apenas e simplesmente 
Pelo capricho proposital
De fechar um poema com cem palavras
 
Mas, deixo aqui, minha solidariedade
A você paciente leitor, que está
Me honrando com sua leitura
Solidariedade e desculpas
 
Encerro este texto, que 
Em nenhum lugar seria considerado poema
Convidando o nobre leitor
A visitar o meu site
 
S. Paulo, 30/10/2019
 
 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 30/10/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários