CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
ITIÚBA DO MEU TEMPO

 
Na minha ITIÚBA, tem a igreja
De Nossa Senhora da Conceição
Que me vigiava no viaduto
Na hora da missa, o sol a pino
Espiando os trilhos
Esperando o trem passar
Ou passando o tempo
Enquanto em frente
Meu avô, RAIMUNDO SOUZA
Tirava um dedo de prosa
Com os intelectuais da cidade
 
Minha saudade, é desse tempo

 
S. Paulo, 16/12/2016
www.cordeiropoeta.net
 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 19/08/2018
Alterado em 26/08/2018
Comentários