CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
CONTAGEM DAS NOTAS
 
Acontece cada uma com assalariado. Num final de mês, um calor daqueles, eu sedento, louco pra tomar uma cerveja, sem um centavo no bolso e nos bares onde tinha crédito, onde comprava fiado, o limite estava estourado. O que me restava era DEZ PAUS, que tinha de saldo no banco.
Aí, foi aquela peregrinação para encontrar um caixa eletrônico que dispusesse de cédulas de DEZ PAUS e isso, aumentava mais e mais a minha sede e a vontade de tomar a bendita cerveja. Encontrei o tão procurado caixa. Cartão inserido, senha digitada, veio a mensagem no visor do caixa: AGUARDE A CONTAGEM DAS NOTAS, junto com um barulho demorado, como se estivesse contando o dinheiro do Geddel Vieira Lima. Sorri por dentro. Pensei eufórico: o sistema deu pane e vai liberar pra mim uma NOTA PRETA, ou pelo menos uma parte da que estava na mala, no apartamento do Geddel Vieira Lima. Uma pausa e nova mensagem: ERRO, AGUARDE NOVA CONTAGEM. Aguardei, suando de ansiedade, mas foi só ilusão. Veio apenas aquela notinha magra de DEZ PAUS.
Mas tomei a minha cerveja
 
S. Paulo, 08/11/2014
www.cordeiropoeta.net
 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 08/11/2014
Alterado em 30/07/2018
Comentários