CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato

 
Você que está lendo este apelo, seria muita sorte minha se  conhecesse d Bernardina Maria Cordeiro, ou se conhecesse alguém que a conhecesse. Mas por favor, compartilhe na sua página do FACEBOOK, ou em outras, páginas sociais, para que pessoas sensatas como você, também compartilhem e forme uma corrente que me ajude a encontrar minha mãe biológica. Ou pelo menos ter noticias.
O que sei sobre minha mãe? Nada!  Ou quase nada. O nome dela, Bernardina Maria Cordeiro, dos seus pais, Caetano Cordeiro e Avelina Maria Cordeiro e que era mineira. Mas não sei de qual município. Sei também que quando foi morar com meu pai, em Itabuna, BA, onde eu nasci, ela ja tinha um filho de nome Raimundo, que nem sei se era registrado, visto que fui registrado pelo meu avô em 1965, sem a presença dos meus pais. Aí, entra uma dúvida, quem escolheu pra mim esse nome? Se foi meu avô, é provável que minha mãe, nem saiba que meu nome, é Adonisvaldo Cordeiro de Souza, logo, mesmo que alguém falasse pra ela a meu respeito, ela não saberia de quem se tratava. Por outro lado, penso que se ela estivesse viva teria ido me procurar, pois saberia onde encontrar meu avô Raimundo Souza e, ou minha avó Maria Isabel de Souza. Porque foi a eles que ela confiou a guarda, minha e de meu irmão Adilson Cordeiro. O filho mais velho, Raimundo, ela levou.
Sei que é complicado, mas eu, prestes a completar sessenta anos gostaria de ganhar de presente de aniversário pelo menos notícias dela.
 

 
 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 05/03/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários