CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato

Eu vivi por muitos anos
Dizendo
Que ia parar de fumar, mas
Não estava conseguindo
Até o dia que me zanguei
Com aquela fumaça
Fedorenta (Agora
É que estou achando isso)
A tosse renitente e chata
Mais a rinite...
Chutei o balde!

Também vivia dizendo
Que iria te esquecer
Mas esqueci de combinar
Com meu coração

Então ouve: o que houve
É passado. Pensa nisso
Passa nisso uma borracha

Ou você acha que ainda
Irei viver muitos anos

Que irei viver dizendo
Que vou te esquecer?

Dizer, eu até consigo
Mas quando muito, minto

S. Paulo, 16/01/2019





 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 05/03/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários