CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato

LÁPIDE
 
Eu morri minha filha
Morri e nem escrevi
Aquele poema
Aquele que seria
A minha obra prima
 
Ah, e fale aí pra minha prima
Pra ela e para os outros
Que forem ao meu velório
Que não chorem meu adeus
Que eu, só estou indo
Pra perto de DEUS
 
Onde um dia, ela estará
Ela, e todos os meus
 
E você, minha filha
Foi o meu maior bem
Em vida
 
S. Paulo, 14/11/2017
www.cordeiropoeta.net
 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 13/02/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários