CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato

EDNA CORDEIRO
 
Ontem passei na sua casa
E o que vi
Foi uma janela fechada
Sem você lá
Me acenando, e depois
Vindo ao meu encontro
Para o nosso abraço
 
Não era assim, até que
Um ex ser humano, resolveu
Tirar do meio da humanidade
Alguém tão humano. Querida
De qualquer ser humano
 
No terreiro da casa
Umas cabritas, ignoraram
Aquela motocicleta com
Um homem chorando na garupa
 
Também não sabem
Que ali, outras vezes eu chorei
 
Mas foi de felicidade
 
 
S. Paulo, 08/01/2017
www.cordeiropoeta.net 
 
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 29/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários