CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato

TIA ELIZA



 Quando enfim
 "Caiu a ficha"
 Que eu nunca mais
 Iria ouvir tia Eliza dizendo
 "Deus te abençoe"
 O sono foi embora
 A madrugada ficou longa
 E como lágrimas e sono
 Não se combinam
 Fiquei a rolar na cama
 À procurara de conforto
 Mas ela
 Lá do seu conforto
 Celeste
 Como que com dó de mim
 Como se me acolhesse
 Em seu colo, me confortou
 E eu adormeci
 E acordei bem
 Triste
 Mas, confortavelmente
 Bem
 
 E pedindo a DEUS
 Para que nunca lhe deixe
 Faltar conforto


 S. Paulo, 25/10/2012

 www.cordeiropoeta.net
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 26/01/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários