CORDEIRO de ITIÚBA
Consulte antes um POETA
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato

TURQUEZA
TURQUEZA

O sabiá
Que cantava estridentemente
Maravilhosamente, esta madrugada
Despertou não só a mim
Despertou também uma lembrança

Lembrei que
Há dezoito anos atrás
Eu não sabia o que era felicidade

Ah minha Clara, amor da minha vida
A minha vida, de dezoito anos pra cá
Está num relacionamento estável
Com a felicidade
E nenhuma das duas pensam em separação

Dezoito anos, que eu vivesse ajoelhado
A teus pés, não pagaria
A felicidade que é estar a teu lado

Ah, salve a sabiá
Que não sabia, talvez nunca saiba
Que você, sábia
Soube, sabe, saberá me fazer feliz
Sabe-se lá, porquanto mais
DEZOITOS?


S. Paulo, 12/11/2014
www.cordeiropoeta.net
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 12/11/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários